ANEDOTAS COM CAÇADORES E PESCADORES!
 

Dois caçadores estão num bosque quando um deles tropeça e cai, perdendo a consciência. Ele parece não respirar e seus olhos estão abertos e paralisados. O outro pega o celular e telefona para o serviço de emergência. O homem fala com voz ofegante:
- Por favor ajude-me, meu amigo está morto! O que é que eu faço?
Do outro lado respondem:
- Acalme-se, vou lhe ajudar. Mas primeiro temos que nos certificar de que ele está mesmo morto!
Há um silêncio na ligação, e então ouve-se um tiro! De volta ao telefone o homem diz:
- Ok, e agora?

Um sujeito acaba de conseguir um cargo de vendedor numa loja que vendia de tudo.
Terminado o primeiro dia, o gerente de RH pergunta:
- Como foi seu primeiro dia? Quantas vendas você fez?
- Fiz apenas uma venda - responde o vendedor.
- Uma só? - espanta-se o gerente - Mas todos os outros vendedores fazem de 20 a 30 vendas por dia...
- E de quanto foi esta venda?
- 227.182 Euros! - responde o vendedor.
O gerente arregala os olhos! Uma venda daquele valor
?!!!
- Como é que você conseguiu isto? - pergunta, o gerente, intrigado.
- Bem, - responde o vendedor - vendi a este cliente um anzol pequeno, um médio e um grande. Vendi os três tipos de linhas para cada tipo de anzol e também todos os apetrechos para pesca. Como ele me disse que ia  pescar no litoral, informei-lhe que iria precisar de um barco. Ele então comprou-me o de 22 pés, cabinado, com dois motores. Como o carro dele não seria capaz de rebocá-lo, vendi-lhe um Jipe...
O gerente o interrompe:
-Você vendeu isso tudo para um sujeito que entrou pedindo um anzol?!
-Bem, - responde o vendedor - na verdade, o sujeito veio só perguntar onde havia uma farmácia. Eu, para meter conversa perguntei-lhe o que ele iria comprar lá... e soube que eram pensos higiénicos para sua esposa. Então, aproveitei e comentei:
- Já que seu fim-de-semana está perdido de vez, que tal uma pescaria?
(Colaboração de Rosa Fernandes)

Uma mulher vai à pesca para uma zona muito frequentada e, arma o seu banquinho articulado perto de outros pescadores. Começa a pescar e num instante enche o seu cabaz de peixes! Um pescador que se encontrava próximo, já farto de dar banho à minhoca, sem nada apanhar, diz:
- Ó minha senhora, desculpe! Eu estou aqui à horas e ainda não apanhei nada... qual é o seu segredo?
- É o meu Manel...
- O seu Manel??? Mas, a senhora está sozinha!
- Eu explico... De manhã, quando me levanto, olho para o coiso do meu Manel... se estiver para a direita, eu lanço o anzol para para o lado direito... se estiver para esquerda lanço para o lado esquerdo... e se estiver para baixo, lanço o anzol para o meio! Nunca falha...
- Hum! E se estiver para cima, para que lado lança o anzol?
- Se estiver para cima... que se lixe a pesca, fico em casa com o meu Manel.